• Equipe Beleza Saúde

Ansiedade e Estresse: o impacto das emoções na saúde

Fitoterápico Zembrin 10mg é aliado para controle hormonal.

O corpo humano necessita de equilíbrio para se manter saudável. E esse equilíbrio está relacionado com as milhares de reações químicas produzidas pelas glândulas. As reações químicas são elementares e podem influenciar ou controlar as atividades de órgãos e tecidos.

Existem dois tipos de glândulas: as exócrinas (expelem substâncias para fora do corpo, como a saliva e o suor) e as endócrinas, responsáveis pela produção de hormônios específicos.

As glândulas endócrinas, por sua vez, possuem subgrupos e se adequam de modo variável. Veja alguns exemplos de glândulas endócrinas e o que produzem:


- Hipófise: localizada abaixo do hipotálamo (hipotálamo liga os sistemas nervoso e endócrino), essa glândula secreta hormônios do crescimento; da tireóide; da adrenocorticotropina (aumenta a produção de cortisol - controle do estresse e de inflamações - e ajuda na sintetização de lipídios, glúcidos e proteínas);


- Adeno-hipófise: localizada na base do cérebro, essa glândula sintetiza hormônios importantes que impactam no controle do crescimento do corpo, estimula o crescimento e a secreção da mama feminina, além de estimular a atividade da glândula tireóide e aumento da pigmentação cutânea;


- Tireóide: essa glândula produz dois tipos de hormônios - Triiodotironina (T3) e Tetraiodotironina (T4) - que respondem diretamente à estimulação do ritmo metabólico das células orgânicas;


- Paratireoides: secretam o hormônio paratireoideo, eficaz no controle do nível e da distribuição de cálcio e de fósforo, atuando também nossos ossos, intestinos e rins;


- Supra-renal: possui a função de regular o volume e da pressão do sangue, equilibra os carboidratos, proteínas e gorduras (glicocorticóides), sendo o principal o cortisol, além de produzir hormônios sexuais;


- Pâncreas: produz insulina e glucagon que ajudam a controlar os níveis de glicose no sangue, onde a insulina reduz os níveis de glicose e o glucagon aumenta os níveis de glicose.


Desequilíbrio hormonal: quais as principais causas?


Cada glândula endócrina possui uma função específica para o pleno funcionamento do organismo, mas algumas atuam de forma conjunta e colaboram no desempenho funcional dos órgãos, dos músculos e do metabolismo.


Mas, diante de desequilíbrio hormonal endócrino, é importante observar os sintomas e buscar orientação profissional para o devido tratamento.


De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia - Regional São Paulo - (SBEM), diversos sintomas de desregulação hormonal podem variar, de acordo com a sua frequência e intensidade.


Cansaço, diminuição da força muscular e disfunção sexual, pressão mal controlada e colesterol elevado podem indicar propensão ao diabetes. Alterações do ciclo menstrual - falta ou excesso, mais de uma vez ao mês -, menopausa, diminuição dos hormônios masculinos, desenvolvimento de pelos pubianos e mamas antes da idade adequada, aumento de peso, estrias, desequilíbrio da pressão arterial e osteoporose podem ter relação com problemas nas glândulas suprarrenal, hipófise e pancreática. Por isso, uma investigação mais aprofundada será preponderante ao adequado equilíbrio hormonal.


Porém, fatores externos também colaboram com o desiquilíbrio hormonal. A vida cotidiana obriga mudanças nos horários, refletindo no aumento da carga de trabalho, de estudo e de outras responsabilidades. Essas mudanças têm impacto na saúde de homens e mulheres que dependem de foco, performance e eficácia na realização de suas atividades. Em contra partida, a ansiedade e o estresse - manifestações emocionais do indivíduo frente ao medo e as preocupações excessivas - comprometem tanto a qualidade da execução das tarefas quanto na própria saúde: problemas de pele, inflamações, queda de cabelo, unhas quebradiças, aumento de peso, mudanças de humor, distúrbio do sono e baixo desempenho produtivo são alguns dos sintomas mais comuns de desequilíbrio hormonal.


É possível controlar a ansiedade e estresse?


Sim. A ansiedade e o estresse interferem na produção do hormônio do controle de peso e do hormônio cortisol. Por serem reações emocionais é possível trabalhá-las conforme o diagnóstico clínico do profissional. Em outros casos, aliar o Zembrin 10mg com a prática esportiva se mostra muito eficaz.


O fitoterápico Zembrin 10mg age diretamente sobre a capacidade cognitiva reduzindo a ansiedade e o estresse, promovendo humor e disposição para as tarefas do dia.

Ele atua no Sistema Nervoso Central (SMC), ampliando a produção de serotonina e inibindo a enzima seletiva fosfodiesterase do tipo 4 (PDE4), degradadora dos nucleotídeos cíclicos inibidores da ativação celular. Sua fórmula é contém:


- Triptofano 75mg;

- Passiflora 150mg;

- Camomila 100mg.


No formato de cápsulas, é recomendada a administração do Zembrin 10mg uma vez ao dia.


Para saber mais sobre esse medicamento, entre em contato conosco.

0 visualização
  • Ícone do Instagram Cinza
  • Ícone do Facebook Cinza

© 2019 por Beleza Saúde. Orgulhosamente criado com Wix.com