• Equipe Beleza Saúde

Beanblock 100mg é eficaz no tratamento de obesidade

Estudo revela que o uso do medicamento reduz aumento da glicemia após a ingestão de carboidratos


O estilo de vida tem relação direta com a obesidade, segunda doença com maior índice de mortes no mundo.

É comum conciliar a pressão do trabalho, as responsabilidades familiares e as tarefas domésticas. Diante de uma rotina sedentária e sem um padrão específico de horários, distúrbios do sono, estresse e ansiedade comprometerão a saúde, expondo-a à obesidade e demais enfermidades.


Atribui-se a obesidade: Diabetes, hipertensão, cardiopatias, aumento do colesterol e cânceres, além da falta de agilidade física, desconforto, dores nas articulações e dificuldade respiratória.


Segundo dados da última pesquisa realizada pela Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), em 2017, subordinada ao Ministério da Saúde, um em cada cinco brasileiros (18,9%) são obesos e mais da metade da população (54,0%) estão acima do peso.


De acordo com a pesquisa, nos últimos dez anos houve crescimento de 110% no número de pessoas de 18 a 24 anos que sofrem de obesidade. Na faixa de 25 e 34 anos houve alta de 69%; de 35 a 44 anos (23,0%); 45 a 54 anos (14,0%); de 55 a 64 anos (16,0%); e nos idosos acima de 65 anos houve crescimento de 2,0%.


Jovens assumem o maior percentual, enquanto os adultos ficam próximos da metade do índice de obesidade.

O ponto-chave do problema é que o cérebro não entende as longas jornadas de atividades do corpo humano (os jovens são os mais expostos). O cérebro é o responsável pela tarefa de manter o corpo ligado através dos hormônios, substâncias químicas produzidas pelas glândulas e neurônios, equilibrando todo o funcionamento do organismo. Cinquenta tipos de hormônios são produzidos pelas glândulas endócrinas, onde cada uma possui uma finalidade específica. Poucas horas de sono, por exemplo, significaria menor produção de cortisol - hormônio suprarrenal que ajuda a reduzir inflamações, a melhorar o sistema imunológico e a controlar os níveis de açúcar no sangue (pelo fato de ser potencializado no período noturno). O cortisol também tem função na produção de serotonina, o "hormônio da alegria". Com baixos níveis de serotonina, o humor e o bem estar diminuem, necessitando de orientação médica para repor e equilibrá-lo.


Se o organismo trabalha em conjunto, outros hormônios também são afetados, como no caso da Grelina e Leptina. A grelina é o hormônio responsável pela sensação de fome. Ela é produzida dentro do estômago e envia sinais ao cérebro, "avisando" que necessita de alimento. Se o estômago está vazio, a produção do hormônio grelina aumenta. Logo que o alimento é ingerido, a sensação de fome diminui, graças ao hormônio leptina que traz saciedade após a ingestão.


O que leva o indivíduo à obesidade é o desequilíbrio da quantidade de grelina produzido. Como vimos no inicio do artigo, os fatores externos (estresse, pressão do trabalho, insônia, sedentarismo, ansiedade, etc.) impactam diretamente na produção hormonal e a sensação de fome constante é um destes sintomas.


Justamente para regular o apetite excessivo, o Beanblock 100mg é ideal para o tratamento de diabetes, obesidade relacionada à compulsão alimentar - por assegurar eficazmente a redução de grelina - e por reduzir a absorção intestinal de glicose. Através de estudo clínico, os pacientes que consumiram o medicamento após trinta minutos apresentaram redução de 40% do aumento da glicemia (concentração de glicose no sangue) de alimentos ingeridos contendo entre oitocentos a um mil calorias, nos quais 60% constituíam-se de carboidratos (pão branco).


Com quase dez anos de experiência em medicamentos personalizados, a Beleza Saúde comercializa o Beanblock 100mg em diferentes quantidades, oferecendo o que há de melhor no tratamento da doença.


0 visualização
  • Ícone do Instagram Cinza
  • Ícone do Facebook Cinza

© 2019 por Beleza Saúde. Orgulhosamente criado com Wix.com